Dreamcatcher está chegando ao Brasil com a sua primeira turnê mundial: Dreamcatcher​ ​1st​ ​Tour​ ​in​ ​Brazil, e se você ainda não conhece a girl group que está fazendo o maior sucesso desde antes de debutar ou quer saber um pouco mais sobre a carreira das meninas, aqui é o seu lugar!

Debut em 2014 como MINX

Antes de debutar como Dreamcatcher, a girl group que faz parte da Happy Face Entertainment, mesma empresa da outra conhecida girl group Dal Shabet, estreou como MINX no dia 18 de setembro de 2014, lançando as canções Action e Why Did You Come To My House. O grupo consistia em cinco integrantes, sendo elas JiU, SuA, Siyeon, Yoohyeon, e Dami.

Em julho de 2015 o MINX lançou o single Love Shake com Dal Shabet, sendo este a sua última música até reestrear um ano e quatro meses depois. Foi em novembro de 2016 que a Happy Face Entertainment anunciou que iria reestrear a girl group sobre o novo nome, Dreamcatcher, com a adição de dois novos membros e planos para debutar em 2017.  Após anunciar oficialmente a nova girl group em suas redes sociais, divulgou também as duas novas integrantes que fariam parte do septeto, sendo elas Handong e Gahyeon.

Reestreia e inovação de conceito para uma girl group coreana

Antes mesmo do primeiro lançamento, a girl group já gerava expectativas nos fãs devido as fotos promocionais que eram reveladas a cada semana, mostrando uma atitude completamente diferente das atuais girl groups no cenário coreano. A parte mais interessante, é o primeiro mini-álbum, o “Nightmare”, que foi lançado no dia 13 de janeiro de 2017, o que seria normal se não fosse uma sexta-feira 13, que combinava muito bem com o conceito dark do vídeo de “Chase Me.

“Chase Me” tem cenas que nos remete aos famosos filmes de terror oitentistas e noventistas, já que a narrativa nos apresenta rituais espiritas, suspense do início ao fim e fantasmas. Era na certa um conteúdo que chamaria muito a atenção e que  surpreenderia os fãs e a todos da comunidade do K-Pop, uma vez que os últimos grupos femininos seguem uma base consolidada em conceitos cutes ou sensuais.

Não sendo o bastante (e nós agradecemos), as meninas do Dreamcatcher mantiveram o lado sombrio da força e deram continuidade ao conceito dark nos lançamentos posteriores, como o primeiro comeback realizado no dia 05 de abril de 2017 com o single álbumFall Asleep In The Mirror  e sua faixa-título Good Night.

Houve uma ligação entre a música de debut do Dreamcatcher, “Chase Me”, e a segunda lançada, a “Good Night”. O site Korea Post fez uma matéria bem interessante a respeito das conexões dos vídeos, além de filmes e contos usados para as referências que constroem a narrativa.

Ainda neste ano as meninas realizaram mais um comeback oficial no dia 27 de julho. O lançamento da vez foi o mini-álbum “Prequel”, e a música trabalhada foi a “Fly High”. Um pouco diferente do que já estávamos acostumados foi nos apresentado, deixando aquela pegada trevosa de lado para entrar na vida das integrantes antes do pós-morte, como fora apresentado em “Chase Me” e “Good Night”.

“Fly High” é a faixa mais singular da trilogia apresentada pela girl group, e também a mais lúcida, tendo uma sonoridade mais suave que beira a nostalgia que o grupo gostaria de apresentar.  

Em dezembro este fenômeno chegará ao Brasil e passará em diversas capitais para um fansign tour, além do showcase exclusivo em São Paulo. Mais informações você encontra neste post.

No dia 16 de novembro teremos a reprise do programa Conheça o Grupo especial Dreamcatcher com a apresentação de Julia Guimarães e Sthefany Toso às 18 horas. Você pode escutar a Rádio K-Pop Brasil ao vivo clicando aqui.

Por Julia Guimarães e Sthefany Toso

Deixe seu comentário: